Páginas

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

RADAR: LUCY LAWLESS FOI PRESA

A atriz Lucy Lawless e outros membros do grupo Greenpeace foram presos na tarde de 27/02/2002 após ficarem quatro dias protestando contra um navio de perfuração de petróleo. A interprete de Xena, a princesa guerreira, e mais seis ativistas estavam na torre da embarcação da companhia Shell, que iria perfurar poços no Ártico, na Nova Zelândia.
Eles foram acusados de roubos, mas em seguida liberados e terão que comparecer num tribunal para justificar seus atos. Em postagem no Tweeter a atriz de 43 anos disse: "Eu tenho 3 filhos e a unica razão para eu estar nesse planeta é assegurar que eles possam viver num ambiente limpo". O fato de Lucy tweetar direto sobre o protesto e mais a impressa fazendo cobertura do caso, fez mais de 100.000 pessoas entrarem em contato com a Shell protestando.
O ato consciente de Lucy nada mais prova que as pessoas que estão na mídia, deveriam dar ótimos exemplos como esse. 

domingo, 26 de fevereiro de 2012

MAS COMPANHIAS: LIGA DA JUSTIÇA - LEGIÃO DO MAL

LIGA DA JUSTIÇA: LEGIÃO DO MAL
Justice League: Doom, EUA, 2012. Dir.: Lauren Montgonery
Com as vozes de Marcio Seixas, Guilherme Briggs, Pricila Amorin,   
Philipe Maia, Marcelo Garcia, Dario de Castro e outros.


Chega as lojas e locadoras a mais nova produção animada da Warner Animation/DC. Em Liga da Justiça: Legião do Mal um grupo de inimigos dos membros da Liga da Justiça se reúnem num plano perfeito para derrotar os heróis. Sob o comando de Vandal Savage, a Legião do Mal consegue neutralizar os integrantes da Liga usando o ponto fraco de cada. Derrotados, Superman, Mulher-Maravilha, Lanterna Verde, Flash e Caçador de Marte nem imaginam que Batman está por trás do plano quando Savage rouba do Batcomputador os dados e fraquezas de cada herói que o morcego tinha arquivado para uma eventualidade.


Baseado no arco de historias Torre de Babel publicada no ano 2000 na revista Justice League, o longa de pouco mais de uma hora de duração foi o ultimo trabalho escrito por Dwayne Mcduffie que morreu em 21 de Fevereiro de 2011 em decorrência de uma complicação numa cirurgia no coração. Ao lado de Shonda Rymes, criadora de Grey's Anatomy, ele era um dos poucos roteiristas negros a fazerem sucesso em Hollywood. McDuffie conhecia como poucos os personagens que escreveu neste filme, afinal, ele foi o principal roteirista das series Liga da Justiça e sua continuação LJ - Sem Limites. Ele criou uma aventura empolgante, já que todos os personagens ficam a beira da morte e a grande sacada é saber como eles saíram dessa. O grande destaque, como sempre, fica para Batman. Considerado traidor pelos amigos, ele cria uma ótima defesa dizendo que a LJA é a arma mais poderosa do mundo e, se algum dia, algum deles se voltasse contra, ele saberia o que usar para derrotar. 

Com uma otima animação, o desenho pode ser acompanhado por aqueles que não  assistiram a serie de TV e longas anteriores, ja que é uma aventura fechada. No Brasil, ganhou a versão brasileira do estudio Cinevideo, que teve o cuidado de traduzir expressões e dialgos com perfeição. Sem falar que as vozes são as mesmas do seriado, com a volta do talentoso Marcio Seixas como Batman, que ele dubla eventualmente desde de 1992 no desenho O Novo Batman.  Para quem é fã, qualquer detalhe conta. 

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

20 ANOS DE UM PEQUENO CLÁSSICO



Em 15 de Fevereiro de 1991 aconteceu no Japão a estreia da série que se tornou um cult absoluto. Chojin Sentai Jetman (Esquadrão dos Homens-Passaro Jetman) revigorou um genero que estava dando sinais de desgastes: o Super Sentai. Esse estilo de série surgiu a 35 anos e parte de um mesmo principio de 5 jovens escolhidos por uma força sobrenatural que usam roupas coloridas (o lider é sempre em vermelho e branco, as cores da bandeira japonesa) e lutam contra as forças de um grupo maligno, alienigena, de preferencia.


O que fez essa série tão diferente das outras é que ela foi planejada para atingir a todos os publicos e não só o infantil, publico alvo das séries Super Sentai. Claro que todo o esquema para vender brinquedos e quinquilharias estavam ali: os robôs gigantes, motos, veiculos, espadas, etc. Mas Jetman teve um algo a mais: conteúdo. Praticamente sustentado pelo trio Ryu, Kaori e Gai que, também é o primeiro triangulo amoroso visto nessas series, o enredo se desenvolvia bem mais por histórias ao redor do grupo do que o caso da semana. Gai é o anti-herói que aceita seu destino de lutar contra o mal na reta final do seriado e ele e Kaori abandonam o grupo para namorarem em paz. Outro pioneirismo que Jetman apresentou foi a presença de uma personagem feminina comandando o esquadrão. A shokan ou comandante teve muito trabalho para dar conta deste sentai. Detalhes abaixo.


Uma energia chamada Birdonic se manifestou em cinco jovens, antecipando a chegada de um grupo alienígena chamado Vyran. Essa energia ja estava predestinada para jovens corajosos guerreiros que estavam sendo treinados para isso, mas com o ataque do Vyran à base, o raio acabou atingindo o beberrão e mulherengo Gai, na garota rica e mimada Kaori, no agricultor gordinho Raita e na estudante Ako. O único preparado é Ryu, que por natureza se torna o líder deles. Com esse poder que esse grupo ganha, eles podem se transformar nos Jetman e lutarem contra os Vyran. Mas não será tão fácil assim, já que Ryu terá que lhe dar com três jovens despreparados e um que não quer nem saber desse destino. Ryu e a Comandante passaram os primeiros episódios tentando convencer esse quarteto nada fácil que a missão deles é séria. A Terra está em perigo.


E é aí que começam as diferenças de Jetman para as outras séries de super esquadrões, os novos heróis apanham muito até conquistar confiança, alem do relutante Gai, que é praticamente forçado a se unir a equipe, mas não engole Ryu ditando ordens a todo o momento. Outras diferenças mostradas no seriado é a demora em aparecer a bazuca que destrói os monstros e o robô gigante tambem. Os vilões Vyram são os mais diferentes que ja existiram também. Eles não tem um líder e disputam entre si para ver quem vai governar o mundo. Aparentemente, Radiguet parece ser o chefe, mas ele é mais poderoso. Tranz tem a aparência de um garoto de 8 anos e bola os planos mais estranhos para derrotar seus inimigos (quase no final ele se torna o poderoso Imperador Tranza). Grey é um robô com uma aparência cool que fuma, bebe vinho e ama Maria. A unica vilã do programa é a namorada de Ryu, Rie, que é sequestrada pelo grupo do mal. 


Posso dizer que a palavra que define bem Jetman é ousadia. O grupo de roteiristas da Toei pegou um gênero esgotado e reescreveu todas as regras. Eles deram mais enfase aos personagens principais. Cada um tem o seu drama particular: Ryu perdeu sua namorada Rie para o grupo de vilões, Kaori sempre teve tudo ao seu alcance e agora tem que lutar para conseguir algo. Ela é apaixonada por Ryu que não liga para ela. Gai só quer saber de ficar jogando e bebendo e se apaixona por Kaori. Raita tem problemas de baixa  auto estima e Ako só quer se divertir. Essa é o time que defendeu o planeta entre os anos 1991 e 1992! O seriado se tornou um cult ao redor do mundo por amadurecer um texto direcionado ao publico infantil. Que outra produção da época teve a audácia de produzir um episodio como "Durma no meu Colo"? (veja a relação dos melhores capítulos abaixo). Algumas historias acabavam de forma não convencional (os herois olhando o por do sol é bem clichê). E muitas crises aconteceram durante os 51episodios desse eletrizante seriado. Como crise entre eles, eles sendo despedidos, sem poderes, com robôs destruídos e por aí vai. O único defeito que Jetman tem para mim é o visual dos monstros. Um mais estranho que o outro. Teve o monstro que era um copo de miojo, outro em forma de televisor, outro que era um tomate e por aí. Nem isso tirou o brilho do melhor seriado super sentai que a Toei produziu, um clássico imbatível até agora.




+


A melhor forma de apresentar essa serie é através de seus memoráveis episódios. Todos os 51 capítulos são muito bons, mas apresento aqueles que melhor definem esse seriado genial.




01 (Procurando os Guerreiros), 02 (O Terceiro Guerreiro) e 03 (O Poder dos Cinco): A gênese dos guerreiros Jetman e a dificuldade da Comandante e de Ryu em apresentar a nova realidade para os quatro jovens escolhidos ao caso pela energia Birdonic.


21 (Lixo Ambulante): Ako joga fora um velho urso de pelúcia e ele ganha vida no lixão quando os Vyran percebem que os humanos não tratam como deviam os seus detritos. Um episodio politicamente correto e muito atual nos tempos de hoje que só se escuta sobre sustentabilidade.


31 (A Separação do Esquadrão) e 32 (Asas de novo): Gai e Kaori estão namorando e resolvem sair dos Jetman para viverem o seu romance em paz. Ryu sofre ao saber que a vilã Maria é a sua namorada Rie. 


34 (O Traidor Ryu): O lider dos Jetman está obcecado em fazer Maria voltar a ser Rie e acaba traindo o seus amigos ao levar os  projetos dos robôs para os vilões.


36 (A Caminhada Indigesta) e 37 (Imperador Tranza se Apresentando): A comandante resolve dar uma folga para seus guerreiros após tantas batalhas e dramas pessoais. Em Nagano eles são atacados por Tran, que fracassa no plano e é humilhado por seus colegas. Seu ódio faz ele se transformar numa criatura bem poderosa chamada Tranza que causa um grande dano nos heróis.


40 (Ordem! Troca do Esquadrão) e 41 (Sem transformação! A destruição da base): A energia Birdonic é sugada dos heróis por um meteoro que é transformado num monstro. Eles ficam sem se transformar. Nesse momento um antigo companheiro da Comandante aparece e despede os Jetman. No lugar deles, um novo grupo é escalado. Mas os Neo Jetman percebem que seu comandante só esta os usando. Para piorar, os garotos não tem experiencia para deter o monstro que invade a base e destrói tudo.




42 (Durma no meu colo):  A história é sobre o robô G2 criado para destruir os herois, mas ele acaba com defeito e é descartado por Tranza. O robozinho consegue fugir após ser espancado pelos soldados. Ele consegue uma sobrevida com a ajuda de Grey. O robô  se apega a Grey, que o evita tambem, já que esta mais preocupado com Maria que está ardendo em febre. Grey fica muito sentido pois seu corpo de metal é frio e não consegue esquentar a amada. G2 observa tudo de longe, triste pois sabe que ninguém gosta dele. Os Jetman aparecem atacam Grey e Maria e G2 os proteje mas acaba ferido. O robô que todos ignoram chora e explode na ultima cena. Difícil não se emocionar.




44 (O demonio Robo Veronica) e 45 (O Leite Quente da Vitoria): Para deter os poderosos robôs dos Jetman (Jet Icarus, Jet Garuda e Tetra Boy), Tranza inventa o demonio-robô Verônica, cuja a energia é sugada de alguns humanos presos dentro do corpo dele. Entre eles estão Kaori, Raita e Ako. Ryu e Gai vão ter que deixar as diferenças de lado e trabalharem juntos para salvar os amigos.


47 (A Gloria do Imperador Tranza) 49 (O Beijo da Morte) 49 (Maria Morre por Amor)  50 (As Batalhas Mortais) e 51 (Batam asas, Homens-Pássaros): A sequencia dos episódios finais de Jetman consegue ser ainda mais eletrizante com o plano final de Tranza, que acaba sendo derrotado por Radiguet que da um estranho poder para Maria, que tem que sugar sangue das pessoas para ganhar força.
Até mesmo Ryu acaba sendo transformado neste vampiro ao ser enganado por Maria. Mas Kaori, dizendo que o ama, consegue traze-lo de volta. E ele faz o mesmo com Maria, que acaba recuperando a memoria.  Segue uma sequencia de batalha entre os nêmeses Ryu e Radiguet e Gai contra Grey. Se a série fosse ruim, o ultimo capitulo valeria por tudo. Mas, alem da série ser sensacional como num todo, o ultimo capitulo consegue superar qualquer um produzido pela Toei na época (menos o primeiro episodio de Kamen Rider Black). A primeira parte é embate final entre um gigante Radiguet que faz uma fusao com o castelo contra todos os robôs dos heróis. A segunda parte, Jetman mostra como foi ousada e diferente ao apresentar o desfecho de cada personagem trés anos depois. Raita vive de suas plantações e é casado, Ako é famosa e Ryu e Kaori vão se casar. Eles estão esperando por Gai. Vou parar por aqui, mas digo que até o final da serie é melancólico, com a morte de um dos personagens principais de modo triste, mas muito bonita. 




                         Ako, Ryu, Shokan, Raita, Kaori e Gai.

OPERAÇÃO MARÇO NEGRO


terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

LISTA: OS HOMENS MAIS BONITOS DAS SÉRIES

O Badfish despe-se de preconceito e faz uma lista dos homens mais bonitos das séries que estão no ar. Em homenagem a minha amiga Andrea, que deu a idéia desta lista uma vez que ela não aguentava mais ver listas com belas mulheres, apresento os homens mais bonitos da TV. E, para provar que não tive nenhum preconceito, não me baseei em nenhuma eleição de sites ou revista, é opnião pessoal. Garotas, aproveitem.



 CHRISTOPHER MELONI:
No papel de Chris Keller o bandido que judia do pobreTobias Beecher e depois acaba apaixonado por ele, Chris Meloni aceitou protagonizar cenas ousadas de violência e sexo na polemica série OZ. Muito simpatico e brincalhão nas entrevistas, Chris costuma dizer que Lee Tergessen (o Beecher) foi seu par romantico preferido. Nos ultimos anos de OZ, ele dividiu seu tempo entre as filmagens do drama de presidio, com o papel de Detetive Stable em Lei e Ordem: Unidade de Vitimas Especias. Papel esse que ele largou ano passado após 12 anos para se dedicar a novos projetos.






ONDE VE-LO: Chris aceitou participar da série True Blood que inicia em breve a sua quinta temporada na HBO.












DAVID BOREANAZ:
Tambem conhecido como o vampiro com alma Angel da série Buffy - A Caça Vampiros (e que mais tarde ganhou série propria), David também é conhecido por sua simpatia fora das telas.  Ele não ficou muito tempo parado após o fim da série Angel, ja que ganhou o papel masculino principal em Bones.












ONDE VE-LO: O cinico detetive Booth da série Bones caiu como uma luva para David que, ao lado de Emily Deschenel, fazem um casal com uma quimica perfeita.






DAN STEVENS:
 Não é a toa que Downton Abbey é a melhor série em exibição. Com um roteiro envolvente e personagens carismaticos, fica impossivel não se apaixonar pelo drama ingles. No seriado, Dan faz o papel de Matthew Crowley, o jovem que aceita com receios receber como herança a imensa propriedade onde fica a mansão que dá o tuitulo do programa. Ele se apaixona por Lady Mary, que a principio o evita, mas não resiste a cara de bom moço que Dan tem.


ONDE VE-LO: está programada para outubro a estreia da terceira temporada de Downton Abbey que, neste momento, está sendo rodada na Inglaterra.










ERIC DANE: 
O medico galã de Grey's Anatomy não arrasa só o coração das enfermeiras do Seattle Grace Hospital, ele tambem é muito requisitado por capaz de revistas femininas. O rapaz há muito tempo vem trilhando para a fama na capital do cinema e, olha só, ja fez papeis em Anos Incriveis, Galera do Barulho e Charmed. 
















ONDE VE-LO: todos os dias o canal Sony nos da um porre de Grey's Anatomy, exibindo o drama medico de manha, tarde, noite e madrugada. É só escolher.












GEORGE EADS:
Há 12 anos, George está no elenco de CSI no papel de Nick Stokes. Por enquanto, ele é um dos poucos atores do elenco inicial que não se manifestou a deixar o programa, ja que seus protagonistas ja deram adeus as investigações criminais. Nas horas vagas, o rapaz tambem é dublador e fez as vozes originais do Capitão Atomo em Liga da Justiça Sem Limites e do Flash Barry Allen em  Justiça Joven, desenho mais recente da DC.








ONDE VÊ-LO:  George pode ser acompanhado todos os dias na TV aberta e  paga em CSI.










IDRIS ELBA:
Tambem considerado o ator negro mais bonito do mundo, Idris é o protagonista da elogiada série inglesa Luther, onde o conheci. Aos poucos vem construindo uma carreira solida e fez participações em varias series americanas e tambem de sua terra natal e fez parte do elenco do filme Thor.














ONDE VE-LO: antes de gravar a terceira temporada de Luther, o ator lançara o filme Perfect Rim dirigido por Guilherme Del Toro a ser lançado em meados desse ano.








JAMIE BAMBER:
No momento, este cara tem tudo o que eu queria, um barriga tanquinho e uma mulher linda. Pude apreciar o talento (artístico, hein?!)) do moço como Lee Apollo no elogiado remake de Galactica - Astronave de Combate.  Este ingles aparece constantemente em listas de homens bonitos, mas acima disso acho ele um tremendo ator.  Assim como seu conterrâneo Idris, ele vem alternando participações em diversas séries americanas como CSI Miami e House com uma vida agitada em Londres.


ONDE VE-LO: Jamie pode ser visto (para a tristesa da mulhereda) de terno e gravata  como detetive Matt na série Lei e Ordem: Reino Unido em cartaz no canal a cabo A&E.







KIEFER SUTHERLAND:
Volta e meia seu nome esta envolvido nas colunas de fofocas por causa do que ele apronta fora dos sets de filmagem. Duas palavras: bebidas e drogas. Astro por oito temporadas da fantastica serie 24 Horas, Kiefer se dedicava bastante no papel de Jack Bauer, sendo tambem produtor do show. Por este papel, ganhou tambem o Globo de Ouro de melhor ator. Após o icônico papel do agente Bauer, Sutherland participou de uma série que foi transmitida somente na internet, The Confession.






ONDE VE-LO: Kiefer esta envolvidos nas filmagens da série Touch que irá estrear em março deste ano no Canal FOX.









KYLE CHANDLER:
Desde da incrivel série Early Edition - Edição de Amanhã, Kyle é um dos meus atores favoritos. O motivo ja escrevi aqui no Badfish, ele é um ator que se entrega em qualquer papel que faça. Basta ver sua elogiada performance como o treinador Erick Taylor em Friday Night Lights, por esse papel, alias, ganhou o Emmy (o Oscar da TV) de melhor ator. Estava na hora desse talentoso ator chamar a atenção em Hollywood, ja que muitos projetos estão sendo oferecidos a ele.


ONDE VE-LO: Seu ultimo filme, Super 8 de J.J. Abrans, saiu a pouco tempo de cartaz do cinema, mas ele foi convidado pela diretora Kathery Baglow (ex-esposa de James "Titanic" Cameron) para fazer um papel de destaque no novo filme da diretora de Guerra ao Terror. 







segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

MEUS LIVROS FAVORITOS

Você há de concordar comigo que ler é uma das melhores coisas que existem, não? Por mais que você não goste de ler um livro, por exemplo, imagine-se sem saber ler, que horror seria. E pensar que num passado não muito distante, era comum no Brasil termos muitas pessoas analfabetas. Comecei o gosto pela leitura aos 12 anos quando comprava os gibis da Turma da Monica e os devorava sem parar (eles ainda continuam guardados dentro de uma caixa). A medida que fui crescendo, meu gosto de leitura foi mudando. Conheci os gibis americanos graças aos desenhos O Novo Batman e X-men, então fui apresentado as editoras Marvel e DC, mas naquela época não ligava muito para nomes. O próximo passo, foram as revistas informativas, a clássica Herói que vendia milhares de exemplares graças ao sucesso fenomenal d'Os Cavaleiros do Zodíaco. Então veio o interesse por séries e filmes. Nessas revistas, sempre davam dicas de livros. Foi aí que conheci Julio Verne, considerado o pai da ficção cientifica e seu futuro utópico e outros autores e livros foram aparecendo. Segue um pequeno guia dos livros que acho mais interessantes e indico para você ler.






DA TERRA Á LUA (JULIO VERNE, 1865):
Um excêntrico aventureiro francês fica sabendo que um grupo de pessoas quer mandar um projetil para Lua. Ele da ideia dele ser tripulado que é aceita. Junto com outros dois corajosos homens, eles são enviados ao satélite e ficam em orbita da Lua.


POR QUE LER: Pelo simples fato de Verne ter se adiantado quase um século e ter adivinhado (ou profetizado?) que o homem iria para a Lua num foguete para  explora-la . Tirando um ou outro detalhe (o projétil do livro seria mandado através de um canhão) foi simplesmente o vislumbre de um futuro distante. E não é só isso, o estilo de narrativa de Julio Verne é leve e muito agradável de se ler.






A VOLTA AO MUNDO EM 80 DIAS (JULIO VERNE, 1972):
Gostei tanto do jeito que Julio Verne escreve, que resolvi apostar em outra leitura do autor. Bastante conhecido (graças a adaptações cinematográficas), A Volta ao Mundo em 80 Dias é outra excitante aventura que, como o titulo sugere, mostra o solitário Phileas Fogg que resolve fazer uma aposta para ver se consegue dar a volta ao mundo num período de 80 dias.  Sua aventura se torna ainda mais perigosa ao ser perseguido por um detetive que acha que ele é um criminoso.


POR QUE LER: simplesmente por que é muito divertido. Julio descreve lugares que, ou visitou ou ouviu dizer e, em cada parada, Phileas junto com seu criado, entram em muitas enrascadas. O final é de tirar o folego.






A SERVIDÃO HUMANA (W. SOMERSET MAUGHAM, 1915):
Me interessei a ler este maravilhoso livro por causa de um dialogo em Buffy- A Caça Vampiros ("Eddie -  Voce já leu A Servidaõ Humana?".  "Buffy -Não, eu to tentando parar com a Pornografia" ). Ela se confundiu por que o titulo original do livro - The Human Bondage- a pavalra bondage, hoje é um tipo de fetiche sexual. Genial. Fiquei curioso para saber sobre este livro e não me decepcionei. 
A Servidão Humana é a historia de Philip um jovem que nasce com um defeito na perna que torna o grande obstaculo de sua vida. Sua unica opção é se dedicar as artes e o estudo. Certo dia ele conhece uma garota que transforma a sua vida num tormento ainda maior.


POR QUE LER: Num tom quase que autobiográfico, Maugham narra a vida de Philip um personagem, nos termos de hoje, loser. Seu defeito na perna o torna inseguro, introspectivo e tímido. É muito interessante ver a sua evolução e o fato que ele tem que mudar para melhorar a sua vida. Eis que, na reta final, aparece Mildred e ele acaba fazendo todas as vontades de uma mulher que, todos veem, não o ama. Enfim, um livro envolvente do começo ao fim.








O VÉU PINTADO (W. SOMERSET MAUGHAN , 1925):
Kitty é uma jovem interesseira e frívola que é pressionada pelos pais para se casar com médico Walter Fine . Enquanto o marido trabalha, ela se sente entediada e conhece o charmoso Charlie e tem um caso com ele. Walter descobre e, como castigo, aceitaum trabalho num lugar isolado da China. Chegando lá, ele e Kitty voltam a se apaixonar por que a morte cerca eles. Uma epidemia de cólera atinge o lugar que eles estão 


POR QUE LER: fui atras do livro por que adorei A Servidão Humana, e me deparei com O Véu Pintado. Outro clássico maravilhoso. O livro é todo em cima da relação de Walter e Kitty, que começa má e aos poucos vai melhorando. E a garota, que até metade do livro nos dá antipatia do jeito que trata o marido, vai mudando (e nos conquistando) aos poucos. Tem um filme muito bem feito e adaptado a parir do romance, chamado O Despertar de uma Paixão com Naomi Watts e Edward Norton, de 2006. 








MUSASHI (EIJI YOSHIKAWA, 1935):
O autor se propõe a romancear a historia do mais conhecido samurai do Japão, Myamoto Musashi. Com uma força sem igual e munido de duas espadas, o homem teve a vida de assassino mudada quando conheceu as artes, através de um monge. 


POR QUE LER: apesar de ser um calhamaço de duas mil paginas (dividido em dois volumes no Brasil e publicado num jornal no seu país de origem), Musashi é um livro envolvente com um protagonista carismático que muda no decorrer da história sempre para melhor. A autobiografia de Musashi é misturada com personagens criados pelo autor, o que torna tudo envolvente. Mesmo que você não goste de historias de samurai, vale pelo romance platônico entre o herói e a tímida Otsu e seus desencontros amorosos. Além dos outros personagens secundários que roubam a cena toda as vezes que aparecem como a velha vingativa Osugi. 








HARRY POTTER (J.K. ROWLING, 1997):
Com mais de um bilhão de exemplares vendidos, a série Harry Potter é mais interessante no seu formato de papel do que de celuloide (os filmes deixam muitos detalhes não aparecerem). Cada detalhe, por menor que fosse, era explicado pela autora que surpreendia a cada novo livro lançado. Com muitos personagem carismáticos alem do trio principal, o tom de cada volume, de cada história vai aumentando, ficando mais sério e adulto, por isso conquistou pessoas de todas as idades.


POR QUE LER: indicado para quem adora ser surpreendido. É impossível, não se envolver no mundo criado por Rowling (que diz a lenda, ter criado a historia escrevendo o borrão num guardanapo enquanto fazia um lanche).








1984 (GEORGE ORWELL, 1949):
Numa sociedade controlada por um regime politico totalitário e repreensivo, Wilston Smith trabalha falsificando documentos e noticias sob as ordens do governo. Até que chega o diga que ele resolve se rebelar, mas não será assim tão fácil.


POR QUE LER: já se perguntou por que o programa  Big Brother tem esse nome? Por causa deste livro. Na sociedade proposta por Orwell no romance, as pessoas são controladas pelo grande irmão (big brother, no original) que os obriga a venerar o governo e não ter prazeres na vida (nem sexo, os bebês nascem com inseminação artificial). Telas imensas são espalhadas nas ruas, fabricas e dentro das casas das pessoas as vigiando. Ao ler o livro, é interessante notar as semelhanças com o que vivemos hoje em dia, com câmeras por todo o lado, e a televisão, jornais e internet forçando você a gostar de algo que não quer - não diretamente, claro. 








O SENHOR DOS ANÉIS (J.R.R TOLKIEN, 1954):
Outra série de livros que virou mania no mundo no começo desta década graças a uma super produção de Hollywood que adaptou fielmente o mundo de fantasia criado por Tolkien.


POR QUE LER: assim como os romances Musashi e Harry Potter, a saga O Senhor dos Anéis é cuidadosamente escrito em detalhes incriveis por seu criador. Parece como na idade média, como se a Terra Média , local onde se passa o romance, realmente existisse. Esse detalhismo todo, torna a leitura ainda mais prazerosa mesmo pela quantidade de paginas existentes nos tres romances.

QUANDO DOIS ÓTIMOS ATORES ESCOLHEM UM FILME RUIM

Eu tenho uma péssima mania. Não assisto a filmes por seu tema ou  importância. Mas sim pelos atores. As vezes, não me arrependo e, por exemplo, cada filme da Meryl Streep é melhor que o outro. Mas, Meryl é Meryl e ela sabe escolher seus projetos. Diferente de dois de meus atores jovens favoritos Jake Gyllenhaal e Anne Hathaway que escolherem estrelar a bomba Amor e Outras Drogas. 


Antes que os apreciadores do filme me xinguem, que fique bem claro, esta é uma opinião pessoal. Passei admirar Anne depois de vê-la no filme O Diabo Veste Prada, a comédia leve que arrastou multidões aos cinemas em 2006. Advinha por que vi este filme? Meryl Streep. Não tinha me ligado que, um ano antes, Anne participou do sensível O Segredo de Brokeback Montain ao lado de Jake que fazia o seu marido. Ele eu ouvia falar muito desde o sucesso dos filmes alternativos Donnie Darko e Jimmy Bolha e estava presente em todas as listas do atores que bombariam em Hollywood. Os dois filmes citados eu gostei muito, por isso, me deixou mais entusiasmado do que ver Amor e Outras Drogas.


O filme é sobre uma portadora do mal de Parkinson (Hathaway) que faz amizade (colorida) com um representante de uma industria de remédios (Gyllenhaal). O que levou a muita gente ir ver essa bomba nos cinemas foram as picantes cenas de sexo que os dois protagonizavam. E é tudo aquilo e muito mais. Os dois atores pagam peitinho e bundinha. Mas nem isso ajuda o insosso roteiro a engrenar. Nem isso e nem os personagens figurantes, nem o pano de fundo sobre os bastidores da industria farmacêutica, nem as "DRs" promovidas pelo caso. Ah, dr é discutir a relação. Eu espera algo mais profundo, mais do tipo dois perdidos que se encontram e que vivem uma história de amor dramática, devido a doença da moça. Mas, infelizmente, de boas intenções o inverno está cheio. É meio difícil de engolir que duas pessoas tão lindas quanto Anne e Jake tenham problema para se aceitarem. 


Só posso dizer uma coisa. Eu só me arrependi do tempo que eu gastei vendo este filme. Eu não gastei dinheiro indo ao cinema e nem alugando, ainda bem. Baixei da internet e assisti com botão do avençar funcionando sem parar.


                                            Nem mesmo a quimica entre os dois funcionou.

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

LISTA: QUARENTONAS EM FORMA

Elas já estão na faixa dos quarenta. Mas estão mais lindas do que nunca e dão um banho de talento em muita garotinha por aí. As atrizes da lista abaixo já estão fazendo papéis de mães de adolescentes e assumem com orgulho as rugas que a tecnologia HDTV faz questão de não esconder.



ANNABETH GISH (41 ANOS):
Apesar da longa carreira na TV e cinema, Annabeth só se tornou conhecida ao entrar para o elenco da popular série Arquivo X em seu ultimo ano de produção. A ideia de mais uma personagem feminina revoltou os excers na época, que pensavam que Gish estaria substituindo Gillian Anderson. Na verdade os produtores pensavam mais em dar umas folgas para Gillian antes que ela decidisse se mandar do show como fez David Duchovny. Mas Annabeth conquistou a todos provando que sua personagem somente somaria com a atração. Logo depois, a bela co-estrelou mais um seriado, o excelente Brotherhood que durou apenas duas temporadas. Atualmente ela faz participações especiais em várias séries entre elas CSI e Pretty Littlle Liars.






CARRIE-ANNE MOSS (45):
Carrie-anne conquistou nossos corações vestida de couro e com atitude de mulher destemida na trilogia Matrix. Depois de muita malhação e treinamento, a interprete de  Trinity deu altos chutes e tiros pendurada por cabos em cenas de tirar o folego. Pena que a morena não emplacou outro grande sucesso sendo convidada de filmes menores e de séries como Chuck. Este ano poderá ser vista no elenco do filme baseado no vídeo game Silent Hill.






CAMERON DIAZ (completa 40 em agosto):
Ela é linda, loura, tem um sorriso que contagia e, segundo muitos jornalistas, é uma das mais simpáticas atrizes de Hollywood. Cam já passou da fase de provar ser boa atriz, preocupação que ela tinha no inicio de carreira, e se entregou a filmes descompromissados como Professora sem Classe e a dublagem dos filmes de Sherek. Sua presença nesta lista não é nenhuma novidade, em qualquer eleição das atrizes mais bonitas e sexys, ela está lá, de preferencia no topo. 






CATE BLANCHETT (43):
Essa talentosa atriz australiana só tem filmaços em sua carreira e atores como Brad Pitt, Harison Ford e Russel Crowe tiveram a oportunidade de desfrutar do carisma da loura que arrasa em qualquer papel. Adoro sua atuação no filme Notas Sobre um Escândalo onde ela faz uma professora que tem um caso com um aluno menor e é ameaçada por outra professora apaixonada por ela. Ela ficou conhecida por todos ao fazer o papel de Galadriel na famosa trilogia O Senhor dos Anéis. Este ano ela volta a interpretar este papel no filme que adapta o livro O Hobbit.






COURTENEY COX (48):
Nem parece, mas por pouco Courteney não está nesta lista já que ela está quase com cinquenta. A linda morena produtora e protagonista da série cômica CougarTown, foi co-estrela durante 10 anos de uma das melhores séries de comedia já feita, Friends. De todas do elenco foi a que mais se arriscou para se distanciar do papel da controladora Monica, ela foi a temida editora de uma revista de fofocas na polemica série Dirt. E agora em Cougar Town ela faz uma quarentona que está doida para amar e ser amada. O que lembra um pouco sua vida pessoal, já que ela se separou a pouco tempo do ator David Arquette.








HALLE BERRY (46):
A bela atriz negra Halle Barry precisa trocar de agente urgente. Desde que ganhou o Oscar em 2001 pelo ótimo filme A Ultima Ceia ela não faz um filme digno de nota (opa, exceto a trilogia X-men). Ela ainda ganhou o papel principal num dos piores filmes já feitos baseados nos quadrinhos, Mulher-gato. Nem a linda Sharon Stone salvou essa bomba. Este ano poderá ser vista em cartaz com Darktide. 




JENNIFER ANISTON (43):
Jennifer contracenou com Courteney Cox em Friends e as duas são grandes amigas também fora das telas. A moça se especializou em fazer comedias românticas, mas destaco a sua atuação no emocionante Marley e Eu. De todas as atrizes nessa lista, seu nome é o que mais aparece em sites de fofocas, seja sobre seu novo corte de cabelo ou aquela história em que ela era esposa de Brad Pitt e ele a largou para ficar com Angelina Jolie. 








JENNIFER CONNELLY (42):
Jennifer é outra atriz que não aparenta a idade que tem. Quem diria que aquela bela adolescente que fez o filme Sete Minutos do Paraíso (passava direto na Sessão da Tarde, lembra?)  se tornaria uma das atrizes mais respeitadas de sua geração. Indico os seguintes filmes com ela para ver: Pecados Íntimos, Réquiem para um Sonho, Diamante de Sangue e O Dilema. Você sabia que Jennifer já estrelou uma série de TV? Foi em 2000. Com The $treet que durou apenas uma temporada com 12 episodios.








 JULIE BENZ (completa 40 em maio):

Talvez Julie seja  a mais desconhecida desta lista. A conheço desde o piloto de Buffy - A Caça Vampiros  onde ela fez a vampiresa Darla. Desde então, ela trabalhou bastante na televisão onde se destacou no elenco da elogiada série Dexter. Acho o tipo de atriz que merece uma chance melhor de mostrar o seu talento. Atualmente ela está no elenco do seriado The Gift Man.








KATE WALSH (45):
Kate arrasou tanto em Grey's Anatomy que sua personagem, a Dra. Addison Montgonery, ganhou uma série só para ela: Private Practice. Aqui ela pode mostrar todo o seu talento e toda sensualidade nas cenas quentes.  Kate tem um rosto que parece que está brava, mas ela é um amor de pessoa, tem até um blog em que fala de seu dia-a-dia com os fãs. Ela também é muito ligada a moda e esteve até aqui no Brasil participando de um evento.










LISA EDELSTEIN (46):
Não foi só o Dr. House que se encantou com os olhos azuis e a voz rouca da Dra. Cuddy na série Doutor House. Nós também. Lisa se mostrou uma mulher de opinião tão forte quanto sua personagem ao pedir demissão do show ano passado. Hoje, ela está fazendo um papel de destaque no excelente seriado The Good Wife onde bate de frente com a protagonista.








GILLIAN ANDERSON (44):
A  ruiva ficou conhecida no mundo todo como a agente do FBI Dana Scully em Arquivo X hoje em dia mora em Londres, na Inglaterra onde vive participando de mini-séries da BBC. Ela deu uma afastada dos holofotes para cuidar da família e aos poucos volta para mostrar seu talento. Desta lista, ela é a mais baixa (1.57 M), mas já diz aquele velho ditado, tamanho não é documento. Quando Gillian interpreta, ela arrasa.








TERI HATCHER (48):
Lá se fazem 19 anos desde que Teri fez a bisbilhoteira repórter Lois Lane em Lois & Clark: As Aventuras do Superman. Este ano, ela também dará adeus a mais um personagem querido da sua carreira, a desastrada Susan de Desperate Housewifes. Teri tem um tipo de sorriso que te hipnotiza.








LUCY LIU (44):
Conheci Lucy no papel da malvada advogada Ling em Ally Mcbeal - Minha Vida de Solteira. Seu rosto com algumas sardas é um charme e ela esteve muito bem nos filmes Kill Bill e As Panteras, onde fez amizade com Cameron Diaz e Drew Barrymore. Ela fez parte do elenco de duas séries que não passaram da primeira temporada (Cashimiere Mafia e Dirt Sex Money), mas hoje em dia participa de duas que são bem sucedidas: Southland - A Cidade do Crime e Kung Fu Panda (voz).








 LUCY LAWLESS (44):
A neozelandesa ficará conhecida sempre com a personagem titulo do seriado Xena - A Princesa Guerreira. Não é a toa, a personagem e sua amiga Gabrielle conquistaram a todos em tramas leves, mas muito divertidas. Depois de algum tempo fazendo participação em filmes de pouca repercução e em diversos seriados, Lucy está muito bem como vilã em Spartacus um programa que carrega na sensualidade e na violência.  Ela dá show em cima de qualquer mocinha que apareça pelada no programa. Lucy tem uma beleza unica. 










 MARISKA HARGITAY (48): 
Em 23 de janeiro ultimo Mariska completou 48 anos. E está cada vez mais linda. A moça virou presença garantida aqui no Badfish desde que virei fã do seriado do qual ela faz parte: Lei e Ordem: Unidade de Vitimas Especiais. Ela já ganhou diversos concursos de beleza e é co-fundadora de uma organização que dá apoio a mulheres que sofreram abuso.








MONICA BELLUCCI (48):
Dá para acreditar que está mulher tem 48 anos? Dificil. Considero Monica a mulher mais bonita que já vi na vida.




  
UMA THURMAN (42):
Ela é a numero Uma. A linda atriz trabalhou com Quentin Tarantino em dois filmes sensacionais: Pulp Fiction  - Tempo de Violência e Kill Bill e atualmente está no set de filmagens da série Smash onde dará a vida a uma atriz diva que inferniza a vida de todos. Tambem é quase certo a sua participação em Kill Bill 3, se o Tarantino for produzir mesmo.





  

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

ARRISCANDO TUDO



A DC Comics está renovando suas estruturas para aumentar ainda mais as vendas de gibis. Uma decisão, no minimo arriscada, foi tomada no final do ano passado quando a editora zerou todos os títulos, cancelou e lançou muitas revistas e o pior de tudo (para os fãs mais xiitas) alterou uniformes, origens e apagou anos de cronologia de seus principais personagens: Superman, Batman, Mulher-Maravilha, Aquaman, Lanterna Verde, Liga da Justiça e outros tantos. 


Para alivio de seus responsáveis, a estratégia, considerada kamikase por muitos, deu certo até agora e no mês de Janeiro a DC dominou o Top 10 das revistas mais vendidas. Outra estratégia que chacoalhou o mercado é a venda digital dos quadrinhos. A versão em pixel custa um dólar a menos que a de papel. O que os editores da editora tem em mente é a renovação dos personagem para os apresentarem para os novos leitores, a geração que cresceu na era digital e faz tudo on line. Mas a grande a responsável por essa mudança é a distinta concorrência, Marvel Comics. Desde que a editora do Homem- Aranha, X-men e Capitão América foi adquirida pelo conglomerado da Disney uma preocupação surgiu. Com toda a estrutura do grupo do Mickey a disposição, a Marvel tinha tudo para se tornar ainda mais forte no mercado. A DC agora é DC Entertaiment e usara toda a estrutura do grupo da qual faz parte, a Warner Bros. É uma disputa acirrada, afinal, a Marvel está reinando absoluta nos cinemas que puxam leitores para os quadrinhos, jogos e toda a quinquilharia possível. A DC só tem a franquia do Batman que dá bons resultados nas bilheterias. 


Outra decisão polemica tomada pelos executivos da editora é a nova identidade visual. Seu novo logotipo é considerado por muitos feio e que nada lembra os últimos logos usados que aparentavam ter uma relação de evolução entre si. Este novo é considerado muito moderninho e sem relação alguma com os quadrinhos.  Essa jogada toda só terá resultados a longo prazo e a unica coisa que nós fãs esperamos é que com essa mudança toda, que pelo menos traga boas histórias para nós lermos.






                     evolução do logotipo da editora, o novo é considerado                   
                         modermo, mas nada a ver com os quadrinhos 
                        
+


Mesmo estando no Top 10 revistas mais vendidas, nos números totais a DC ainda não domina. A Marvel ainda detém 3% a mais do total de gibis. O único campo que editora do Superman ainda não foi superado por sua rival é o da animação. Desde de 1992, ano da estreia de Batman - The Animeted Series (O Novo Batman, no Brasil), a DC da um show ao fazer uma grande homenagem ao seu panteão de super-heróis. Os próximos projetos animados também são campões de criticas positivas como Superman, Liga da Justiça Sem Limites e o mais recente, Justiça Jovem em cartaz no Cartoon Network. Ainda tem a estreia de Lanterna Verde. Mas o grande destaque é a adaptação de grandes (ou nem tanto assim) gibis para DVD e Blue Ray diretamente para vendas. Perolas como Mulher-Maravilha, Lanterna Verde - Primeiro Voo, A Morte do Superman, Batma sob o Capuz Vermelho, Liga da Justiça A Nova Fronteira são ótimas animações de uma hora e quinze em média cheia de boas histórias, animação decente e muita porrada.  Neste quesito, a DC pode respirar aliviada, a Marvel ainda nos deve um desenho a altura dos citados acima.



CONHEÇA: SMASH

SÉRIE PROMETE SER O HIT DO ANO NA TV AMERICANA.





Os musicais cairam mesmo no gosto do publico. Os campeões de audiência da TV americana são dois programas musicais que misturam reality show e musical: American Idol e The Voice. Ambos tem em comum o fato de terem calouros com sonhos de usar sua voz para conquistar o sucesso. Este é o mote da nova série da rede NBC, Smash. Para resumir, o seriado é sobre os bastidores da criação de uma peça da Broadway sobre o ícone Marilyn Monroe.

A idéia original é do mago Steven Spielberg que, por incrível que pareça, encontrou dificuldades de levar dos papéis para as telas.  "Não conseguia ninguém para comprar o show", disse Spielberg em entrevista ao site  Acess Hollywood. "Até que Bob Greenwalt veio e comprou a ideia". Greenwalt é novo chefão da NBC, que tem ótimas séries em sua programação (The Office, 30 Rock, Law & Order: SVU), porem, com baixa audiência. O produtor entrou com o propósito de elevar os numeros da rede que ao longo dos anos vem caindo.  Um dos planos do diretor de programação é arriscar. Por isso deu sinal verde para Smash. O próximo passo foi contratar a roteirista Theresa Rebeck, que tem muita experiencia com peças da Broadway e sabe bem os bastidores de uma grande produção teatral. Theresa é citada nos créditos como a criadora do programa.

Um rapaz chamado Ellis (Jaime Cepero) vai trabalhar como assistente do produtor de peças de teatro Tom (Christian Borle). Ele ouve Tom conversar com sua sócia Julia (Debra Messing) sobre a criação de um novo show e dá a ideia sobre uma peça sobre a vida de Marilyn Monroe. Os dois compram a ideia (não literalmente) e decidem ir  pra frente pedindo financiamento de Eileen (Anjelica Houston).  Tom só não contava com o diretor escolhido, o rígido Derek (Jack Davenport), seu nêmeses. Depois de tudo aprovado, começa a escolha do elenco. Quem fará o papel da lendária Marilyn? Diversas atriz fazem o teste, mas duas impressionam a todos. Karen (a ex-participante do American Idol Katherine Mcphee) é morena, tem um vozeirão e o jeito tímido do inicio de carreira de Marilyn. Já Ivy (Megan Hilty) é loura, tem um vozeirão e o jeito despachado com que a loura estrelava os filmes depois do estrelato. Será o embate entre as duas a espinha dorsal desta trama envolvente que tem um numero musical ou outro durante o episódio, mas não tanto quanto Glee. Falando na série de Ryan Murphy, a impressa vende Smash como uma versão adulta de Glee. Para mim, tirando os números musicais, a diferença acaba por aí.

A vida pessoal dos personagens também tem destaque e se intercalam com a trama principal que, segundo os produtores, a cada temporada irá mostrar os bastidores de uma peça diferente. Falando em bastidores, é interessante que coisas que nós nem imaginamos que acontece é mostrado nas telas, as preparações, ensaios exaustivos e a vida pessoal dos envolvidos indo pro ralo. E outra, que a gente sabe que acontece, também é mostrado como o fato do diretor Derek dar em cima das garotas e faze-las passar pelo popular teste do sofá (Karen se recusou a faze-lo e Ivy fez, o que deu para ela ligeira vantagem para conseguir o papel). Mesmo com tantos nomes envolvidos e uma trama interessante, a audiência do seriado caiu consideravelmente em relação ao episodio piloto e o segundo capitulo. Mas eu torço para que Smash sobreviva a esse período e que tenha muitos anos de vida. Para mim, esse seriado é a melhor estreia desta temporada na TV americana.  

                         O destaque entre o talentoso elenco é a veterena Anjelica Houston